Menu

VEGA CONHECIMENTOS

Inicio  Mídias  Músicas  Playlist  Mais...

Translate

Saudação

Clima

Clima, (Aqui agora) .

Compartilhe

Mandioca

Saúde.

Aipim
Aipim

A mandioca, também conhecida como aipim, maniva, macaxeira, uaipi e castelinha, é uma planta de grande importância no que diz respeito à alimentação mundial, sendo o cultivo de maior importância depois do trigo, arroz, milho, batata e cevada. Essa planta caracteriza-se por ser uma importante fonte de amido, sendo utilizada tanto na alimentação humana como na de outros animais.


Nome Científico:

Manihot esculenta. é uma planta da família Euphorbiaceae, pertencente ao gênero Manihot e espécie Manihot esculenta. O gênero Manihot apresenta 109 espécies, porém apenas a espécie Manihot esculenta tem cultivo com fins comerciais, o que ocorre em mais de 100 países tropicais e subtropicais.
Características da mandioca:

A mandioca é uma espécie arbustiva, lenhosa e perene, a qual pode atingir até cinco metros de altura. Apresenta folhas simples, constituídas por lâmina e pecíolo, com número de lóbulos variável e coloração púrpura a verde-escuro. O caule pode ser ereto e pode ou não apresentar ramificações.

A mandioca apresenta raízes do tipo tuberosa, as quais têm formato cilíndrico ou cônico e cor marrom-claro, sendo o tecido interno branco ou amarelado. A planta desenvolve de cinco a 10 raízes ricas em amido, com comprimento variando entre 15 cm e 100 cm (há registros de raízes de mandioca com mais de quatro metros de comprimento) e diâmetro de três a 15 cm. As raízes da mandioca pesam, em média, de quatro a sete quilos, mas podem pesar até 40 kg. Apresenta flores masculinas e femininas na mesma inflorescência, e o fruto é triloculado e deiscente.

A mandioca é uma planta que pode atingir até cinco metros de altura.

A mandioca é plantada utilizando-se dos pedaços do seu caule, denominados manivas. As manivas, que devem apresentar de 15 cm a 25 cm, são colocadas em covas, onde se desenvolvem e dão origem a um novo indivíduo. Essa espécie desenvolve-se bem em solos pobres e apresenta boa resistência a pragas e doenças. Solos arenosos ou que ficam permanentemente alagados não são adequados para o seu cultivo, e sua colheita é feita manualmente.
Mandioca brava e mandioca mansa.

A mandioca, apesar de toda sua importância na alimentação, é uma planta cianogênica, a qual se caracteriza pela presença de ácido cianídrico, uma substância extremamente tóxica. Os compostos cianogênicos podem ser responsáveis por problemas como hipertireoidismo e konzo, uma doença irreversível que se manifesta na forma de paralisia. Considerando-se os níveis de ácido cianídrico, a mandioca pode ser dividida em dois grupos: mandioca mansa ou mandioca de mesa e mandioca brava ou de indústria.

A mandioca mansa é a vendida nos supermercados e feiras. De acordo com a Embrapa, ela apresenta baixos teores de ácido cianídrico (HCN) na polpa crua de raízes frescas, geralmente abaixo de 50 mg/kg de polpa. A mandioca brava tem níveis elevados do ácido, portanto, deve ser cuidadosamente preparada para garantir-se a eliminação do ácido cianídrico e o consumo seguro do alimento. A mandioca brava é utilizada na indústria para a fabricação de farinha.

Vale salientar que mandioca brava e mandioca mansa são dois tipos da planta que não apresentam características morfológicas que permitem diferenciá-las de maneira efetiva. O ideal é que, se o agricultor não conhece a origem da mandioca, seja feito um teste laboratorial para que o teor de ácido cianídrico seja determinado.

Composição química.

Em 1000g de raízes de mandioca (peso fresco):

há 1.460cal,

6259 de água,

3479 de carboidratos,

12g de proteínas,

3g de gordura,

330mg de cálcio,

7mg de ferro,

traços de Vitamina A

e significantes quantidades (bu) de Vitamina C (360mgl. tiamina (O,6mg).
Valores nutricionais.

A raiz da mandioca é a parte mais utilizada da planta, sendo essa porção rica em amido.

A mandioca é uma planta que possui grande valor nutricional. As raízes, parte mais consumida da planta, apresentam grande quantidade de amido, sendo, portanto, ricas em carboidratos e uma excelente fonte de calorias. Estima-se que um quilo de mandioca pode oferecer cerca de 1460 cal.

A raiz apresenta baixa quantidade de proteínas, mas possui vitaminas, como a vitamina C, e minerais, como cálcio, fósforo e ferro. As mandiocas que têm coloração amarelada têm também beta-caroteno, um precursor da vitamina A. A mandioca é, ainda, rica em fibras e apresenta pouca gordura.
Importância da mandioca.

A mandioca pode ser consumida de diferentes formas.


A mandioca é uma planta com grande importância mundial, sendo capaz de aumentar a segurança alimentar em países em desenvolvimento. Sua raiz armazena uma grande quantidade de amido, portanto, é uma importante fonte de energia. Além disso, a raiz da mandioca é rica em cálcio, fósforo e vitamina C. A raiz da mandioca é usada na fabricação de farinha e polvilho, além de ser consumida de diferentes formas, como cozida e frita.

Vale salientar que não é somente a raiz da mandioca que apresenta valor alimentício, as folhas são uma boa fonte de proteínas e apresentam-se ricas em aminoácido lisina. A folha moída da mandioca é utilizada, por exemplo, na fabricação de um prato típico da culinária paraense conhecido como maniçoba.

A mandioca não é utilizada exclusivamente na alimentação. Essa planta é utilizada na produção de etanol, plásticos biodegradáveis, madeira compensada e cosméticos e na indústria têxtil. A mandioca é também usada para fabricação de ração animal.

Previne Doenças

1. Auxilia no controle da diabetes:

Por conter fibras e amido resistente, a mandioca pode ajudar a controlar o diabetes, pois eles ajudam a retardar a absorção de açúcar e promovem um nível equilibrado de açúcar no sangue.

2. Previne doenças cardiovasculares:

A mandioca contém grandes quantidades de fibras, compostos que reduzem a absorção de gordura dos alimentos, ajudam a diminuir os níveis sanguíneos de colesterol “ruim”, LDL e previnem doenças como ataque cardíaco, aterosclerose e acidente vascular cerebral.

A mandioca também contém potássio e magnésio, minerais que ajudam a eliminar o excesso de sódio na urina, promovem o relaxamento arterial e previnem a hipertensão.

3. Melhora a saúde da pele, cabelo e unhas:

A mandioca é fonte de vitamina C, que ajuda a aumentar a produção e absorção de colágeno no organismo, melhora a elasticidade da pele e do cabelo e fortalece as unhas.

4. Auxilia na perda de peso:

A mandioca contém grandes quantidades de amido resistente e fibras, nutrientes que reduzem o tempo de digestão, então a mandioca pode ajudar a prolongar a saciedade, reduzir a fome ao longo do dia e auxiliar na perda de peso.

5. Melhora a digestão:

O amido resistente, abundante na mandioca, equilibra a flora intestinal, melhora a digestão e ajuda a prevenir doenças como gastrite e úlceras.

6. Evita a prisão de ventre:

A pectina e as beta-glucanas, a fibra da mandioca, ajudam na hidratação e facilitam a eliminação das fezes, evitando assim a constipação. Além disso, a mandioca contém amido resistente, um carboidrato que atua como alimento para as boas bactérias do intestino, promove o equilíbrio da flora intestinal e previne a prisão de ventre.

7. Fortalece o sistema imunológico:

Por conter vitamina C, vitamina A e carotenoides, que são compostos com poderosa ação antioxidantes, a mandioca ajuda a fortalecer as células do sistema imunológico para combater infecções, promovendo proteção contra gripes, alergias, resfriados e muito mais.

8. Previne alguns tipos de câncer:

A mandioca contém grandes quantidades de vitamina C, flavonoides, carotenoides e vitamina A, compostos que possuem propriedades antioxidantes que ajudam a combater o excesso de radicais livres e estimular o sistema imunológico, ajudando a prevenir certos tipos de câncer, como câncer de intestino, câncer gástrico e câncer de mama.

9. Melhora a energia e disposição:

Por seu alto teor de carboidratos, a mandioca ajuda a melhorar a energia e a disposição por longos períodos do dia, principalmente para quem pratica atividade física ou gasta muita energia no trabalho, como é o caso dos pedreiros.

10. Melhora o humor:

O amido resistente da mandioca promove o equilíbrio de bactérias benéficas no intestino e favorece a produção de serotonina, neurotransmissor responsável por regular e melhorar o humor.

Receitas:


Aqui estão algumas receitas populares que envolvem o uso de mandioca:

1. **Mandioca Cozida:**

- Um jeito simples e clássico de preparar mandioca é cozinhá-la até ficar macia e depois servir como acompanhamento ou com uma pitada de sal.

2. **Bolinho de Mandioca:**

- Você pode fazer bolinhos de mandioca, também conhecidos como "bolinho de aipim". Cozinhe a mandioca até ficar macia, amasse, misture com temperos e ingredientes de sua escolha, modele em bolinhos e frite até dourar.

3. **Purê de Mandioca:**

- Prepare um purê de mandioca como alternativa ao purê de batata. Cozinhe a mandioca, amasse, adicione manteiga, leite (ou leite de coco para um toque tropical) e tempere a gosto.

4. **Farofa de Mandioca:**

- A farofa de mandioca é um acompanhamento delicioso. Rale a mandioca e a deixe secar, depois frite-a com temperos, como alho, cebola e bacon. Adicione farinha de mandioca, mexa até dourar e obtenha uma farofa crocante.

5. **Bolo de Mandioca:**

- O bolo de mandioca é uma sobremesa popular. Rale a mandioca, misture com leite condensado, coco ralado, açúcar, ovos e manteiga. Asse até ficar dourado e firme.

6. **Escondidinho de Carne-Seca com Mandioca:**

- Prepare um escondidinho com camadas de carne-seca desfiada refogada e purê de mandioca. Montado em um refratário, asse até dourar.

7. **Coxinha de Mandioca:**

- A coxinha de mandioca é uma variação da coxinha tradicional. A massa é feita com mandioca cozida e amassada, recheada com frango desfiado temperado, moldada e frita.


Por
Vanessa Sardinha dos Santos em
https://brasilescola.uol.com.br/saude/mandioca.htm
Professora de Biologia

Pesquisa complementar:
Luiz Antonio Soares
Pedagogo




Postagens mais visitadas no mês

Postagens mais visitadas

Pesquisar por assunto