26 de mai. de 2020

ANIMAIS

O QUE ACONTECE QUANDO MALTRATAM OS ANIMAIS?


A justiça humana pode falhar, mas a justiça divina nunca e actua a todo instante. Uma pessoa que mata, agride, tortura, abandona ou causa dano a qualquer animal, é vista pelo plano astral como um ser maléfico, sem caráter, insensivel, impiedoso e traiçoeiro. E como tal será tratado!

O ser humano dotado de consciência e razão deveria respeitar e amar todos os seres da Criação. Se tal não fizer, sofrerá do mesmo modo tudo o que provocar de mal aos animais pela lei da justiça universal que actua onde e quando menos espera, quer acredite nisso ou não.

É muito comum ouvirmos pessoas se queixando em determinados momentos de sua vida por desgraças que lhes acontecem, as mais diversas, de situações ruins, acidentes ou doenças inesperadas, etc., sentindo-se até vítimas inocentes de alguma situação, mas na verdade nada acontece por acaso e tudo está associado ao que terá feito de errado por dor ou sofrimento que já tenha provocado e não tem disso qualquer noção.

Ninguém sofre sem que já não tenha feito sofrer, pessoas ou animais. “Não faças o que não queres que te façam” ou “faz como gostarias que te fizessem” dizem os mestres conhecedores das leis de Causa e Efeito que tudo regem no Universo.

Por isso, que tenham atenção todos os matadores e torturadores de seres vivos porque mais cedo ou mais tarde sofrerão as consequências de seus actos em sua vida. Pouco importam as justificações que arranjem para suas acções contra a integridade de seres vivos, até mesmo aqueles que fazem em nome de tradições religiosas sacrificando animais a algum deus apreciador de sangue, ou espectáculos cruéis que envolvem dor e sofrimento como touradas, lutas de cães. etc.

“NÃO MATARÁS!” é um dos primeiros Mandamentos da Lei de Deus que tem sido constantemente desrespeitada neste mundo por cristãos, judeus, muçulmanos, crentes ou ateus, que matam milhões de animais pelas mais diversas razões, em nome de hábitos, crenças ou tradições que pouco servem perante a Justiça Divina que se fará sempre por gerações.

Por isso, "Aquele que tem piedade (até) para com um passarinho e poupa sua vida, Alá ser-lhe-á misericordioso no dia do julgamento”, dizia Maomé. E “a mutilação ou interferência no corpo de um animal vivo que lhe cause dor ou deformação contraria os princípios islâmicos", diz o imã Al-Hafiz Basheer Ahmad Masri que condena a 'Festa do Sacrificio' onde se degolam milhares de animais após o Ramadão.

Jesus Cristo também teria dito: “Vim abolir as festas sangrentas e os sacrifícios de animais, e se não cessais de sacrificar e comer carne e sangue, a ira de Deus não terminará de persegui-los, como também perseguiu a vossos antepassados no deserto que se dedicaram a comer carne e que foram condenados por epidemias e pestes...”

Em suma: Nada justifica os maus tratos e morticinio de animais em nome de uma degenerada forma de alimentação nem outras coisas que pouco servem de justificação. Por isso, mal vai um povo ou país que condena milhões de animais ao sofrimento por questões económicas ou outras, pois também sofrerá a sua condenação.

Pausa para reflexão!

Rui M. Palmela

Fonte: http://nossos-amigosanimais.blogspot.com.br/

ACESSE NOSSAS INDEXADAS

PESQUISE POR ASSUNTO

AS PREFERIDAS DO MÊS