English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Radios


Músicas, sem comercial.

Rádio Nova1 - Friburgo/RJ - Instrumental

Rádio Cultura Missioneira – Cruz Alta/RS – Gaúchas



19.1.23

Astrônomos descobrem a maior galáxia do universo, e é monstruosa.

Astronomia.

No início de 2022, um grupo de astrônomos encontrou um verdadeiro monstro se perpetuando pelo vazio de nosso escuro e frio universo. Trata-se de uma galáxia gigante (a maior já vista) encontrada há 3 bilhões de anos-luz de distância do planeta Terra.

Astrônomos descobrem a maior galáxia do universo, e é monstruosa.
Galáxia Alcyoneus. Imagem: Martijn Oei et. al.


Chamada de Alcyoneus, a galáxia é classificada como uma radiogaláxia — galáxias com estruturas de emissão de rádio que se estendem além da área de sua estrutura visível. Partículas se movendo à velocidades relativísticas (próximo à velocidade da luz), liberam essa energia na forma do rádio. Essa energia liberada por partículas aceleradas é a luz síncroton.

Outra característica comum às radiogaláxias é a a presença de buracos negros suoermassivos em seus núcleos galácticos. Por isso, chamamos elas de galáxias hospedeiras. O buraco negro é um catalizador para a liberação da energia síncroton, pois sua atração causa jatos de lóbulos de tamanhos inimagináveis, liberando imensa quantidade de radiação. Galáxias que não são radiogaláxias também possuem o fenômeno, mas em uma escala muito menor.



A maior galáxia já registrada possui nada menos do que 5 megaparsecs de tamanho, ou 16,3 milhões de anos-luz de comprimento. Para efeitos de comparação, a nossa galáxia, Via Láctea, possui um comprimento de apenas 100 mil anos luz – em contraposição aos mais de 16 milhões de Alcyoneus. Outra comparação: se você quiser andar de ponta a ponta de Alcyoneus à velocidade da luz, levará mais tempo do que o tempo de existência da Via Láctea (que possui apenas 13 bilhões de anos).

A descoberta da galáxia foi publicada pelos pesquisadores no periódico Astronomy & Astrophysics em abril de 2022.

Os pesquisadores buscaram os dados no telecópio LOw Frequency ARray (LOFAR), localizado cujo núcleo é localizado nos Países Baixos, mas está, em sua totalidade, distribuído por toda a Europa. A rede interferométrica é composta por 20 mil antenas de rádio que são distribuídas por 52 locais diferentes pelo continente europeu.

Por meio de correções de outras interferência de rádio e distorção óptica, os pesquisadores conseguem imagens impressionantes. As imagens que originaram a descoberta da maior galáxia já conhecida foi a busca mais sensível já realizada por galáxias de rádio.

Alcyoneus comparada com a Via Láctea. Imagem: RileyXeon / Wikimedia Commons



Após isso, os pesquisadores ainda utilizaram o Sloan Digital Sky Survey para entender melhor sobre a enorme radiogaláxia que está hospedada nos entornos do buraco negro supermassivo.

“Além da geometria, Alcyoneus e seu hospedeiro são suspeitosamente comuns: a densidade total de luminosidade de baixa frequência, a massa estelar e a massa do buraco negro supermassivo são todas menores, embora semelhantes às do GRG medial. Assim, galáxias muito massivas ou buracos negros centrais não são necessários para crescer grandes gigantes e, se o estado observado é representativo da fonte ao longo de sua vida, também não é de alta potência de rádio”, escrevem os pesquisadores na introdução do estudo.

“Um ambiente de baixa densidade continua a ser uma possível explicação. A fonte reside em um filamento da Teia Cósmica, com o qual pode ter uma interação termodinâmica significativa. As pressões nos lóbulos são as mais baixas até agora encontradas, e Alcyoneus, portanto, representa a galáxia de rádio mais promissora que ainda não sondou o meio intergaláctico quente-quente”, dizem.

Um ponto interessante é a nomeação da galáxia. Muitos estudos referem-se a galáxias por seus nomes técnicos – composto por algumas letras de números. Mas os pesquisadores nomearam ela com base na mitologia grega – fonte muito comum para nomes de corpos celestes.

“Alcioneu era filho de Ourano, o deus primordial grego do céu. De acordo com Ps.-Apolodoro, ele também foi um dos maiores dos Gigantes e um desafiante de Héracles durante a Gigantomachy – a batalha entre os Gigantes e os deuses do Olimpo pela supremacia sobre o cosmos. O poeta Píndaro descreveu-o como “enorme como uma montanha”, lutando atirando pedras em seus inimigos.”, relatam os pesquisadores nas notas sobre o estudo.

https://socientifica.com.br/astronomos-descobrem-a-maior-galaxia-do-universo-e-e-monstruosa/ 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe de sua opinião!

Pesquise por assunto

Postagens mais visitadas do mês.

As postagens mais visitadas do site.