21 de jan. de 2018

Consciência Planetária.


Objetivo da Iniciação da Grande Fraternidade Branca: despertar o Deus Interno do Ser Humano, dando-lhe Consciência Planetária.


Toda a UNIFICAÇÃO dos POVOS da HUMANIDADE TERRESTRE, só poderá se concretizar em HARMONIA e sem conflitos, quando o fanatismo for superado pelo Espírito autêntico da Fraternidade, fazendo com que prevaleça a ESPÉCIE HUMANA, liberta, e colocando em segundo plano raças, políticas, interesses econômicos ou religiosos. O ato primordial tem que se refletir nos anseios da importância de todos nós sermos a UNIDADE HUMANA, para atingirmos a tão necessária CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA.


O capital, mesmo neste Terceiro Milênio, continua insistindo em usar o Comércio como principal pavio das guerras. Ainda a existência de guerras neste GLOBO nos oferece abismos inimagináveis, desnivelando a atual HUMANIDADE ao mais tenebroso desumanismo, desmotivando-A à busca da sua própria CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA.



A Fraternidade Humana, sem pedir licença, ignora fronteiras. Na Consciência Planetária, o PASSAPORTE será o CALOR HUMANO.




Nós nascemos, renascemos e nos posicionamos acima de todas as ruínas, porque vai haver também, sobre as ruínas, a LUZ da VERDADE. Nós, da FRATERNIDADE, após a GRANDE REFORMA que está ocorrendo no Planeta, seremos o alimento MENTAL da RECOMPOSIÇÃO , da separação do Joio e do TRIGO, encaminhando a HUMANIDADE à sua merecida CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA.



Todo Ser Humano tem pleno direito de “ser aquilo que tem” desde que, humanisticamente, saiba se equilibrar com “aquilo que ele é”. Mas esse equilíbrio tem que ser exato nos seus Quatro Aspectos: Físico, Anímico, Espiritual e Mental.

Quando o “Ter” passar a ter o mesmo peso do “Ser”, a Consciência Planetária se manifestará. A quase totalidade acha isso impossível, mas, quer queiram ou não, isso vai acontecer.


Procuramos levar os Seres Humanos à Consciência de que pertence a um Quarto Reino da Natureza – o Reino Hominal – à Consciência de que todos somos UM, à Consciência de que podem plasmar em Si o EU MENTAL, transformando-se em Homem Total, humanizando-se pela Consciência Planetária da Autêntica Fraternidade.




SEMENTES DA CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA

Eles se dizem do Primeiro, Segundo e Terceiro MUNDOS, mas o seu capitalismo e seus anseios aos confortos tecnológicos conduziram seu HUMANISMO a uma espécie de “arquitetura social decadente”.

Há um excesso de “engenheiros filósofos”, misturando argamassa do homem animal racional com suas complexas estruturas hidráulicas, geradas da política, da religião, do racismo, da economia, da falta de fraternidade e até da “filosofia dos seus complexos de grandeza”.

Assim, seus edifícios sociais são frágeis na MORAL, sem as sinceras janelas da VERDADE.

Os que admitem Três Mundos deixaram de ser animais racionais, em conseqüência do seu cinismo conspurcando sua própria razão, enganando toda a HUMANIDADE com a Declaração dos Direitos Humanos totalmente desrespeitados.

Quando esses falsos impérios começarem a se destruir entre si, serão plantadas as primeiras sementes da CONSCIÊNCIA PLANETÁRIA.


Mensagens extraídas do livro:
"Seja Feliz por Conta Própria"
Direitos Autorais: Ordem dos Filhos da Luz
Publicação permitida com citação de fonte

ACESSE NOSSAS INDEXADAS

PESQUISE POR ASSUNTO

AS PREFERIDAS DO MÊS